Quando menos pode ser mais: transfusão de concentrados de hemácias em pacientes com HDA

Apesar da frequência com que pedidos de concentrados de hemácias (CH) são solicitados e liberados para pacientes com hemorragia digestiva alta (HDA) aguda, o nível de hemoglobina indicado para desencadear uma transfusão nestes pacientes é controverso. Estudos com em outros contextos clínicos – em que pacientes com HDA foram excluídos – já demonstraram que critérios de indicação mais restritivos podem ser tão seguros quanto o uso mais liberal dos CH. Recentemente, um estudo publicado no The New England Jornal of Medicine (http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1211801 para assinantes) trouxe luz a esta questão, comparando de forma randomizada os resultados de duas estratágias de transfusão –uma restritiva e outra liberal – para pacientes com HDA aguda.

Continuar a ler